segunda-feira, 29 de outubro de 2007

"Quando chega o Outono..."

Agora sim, o tempo está adequado à estação do ano em que estamos:O Outono! Por coincidência, também os desenhos que os alunos têm realizado no Paint alusivos ao Outono começam a ficar prontos.
Aqui ficam os do Grupo H (4.º Ano), para ver os restantes podem visitar As TIC no 1.º CEB.

Lixoteca Itinerante percorreu as Freguesias do Município

A Câmara Municipal de Caminha está a promoveu, à semelhança dos anos anteriores, mais uma intervenção no que se refere à Educação Ambiental. A Lixoteca Itinerante já está em digressão pelas freguesias do Município, desde o dia 15 de Outubro, com o intuito de sensibilizar e educar os mais jovens com vista à preservação do meio ambiente.

A EB 1 de Dem recebeu, no dia 18 do mês corrente, “A Odisseia na Lixolândia”. A sessão foi apresentada por Márcia Mendes, técnica de sensibilização ambiental, para os 24 alunos desta escola, no qual contou também com a presença dos vereadores do Ambiente e da Educação da Câmara Municipal de Caminha, dos responsáveis pela SUMA ao nível concelhio, do presidente de Junta da Freguesia de Dem e do Chefe dos Serviços Externos da Câmara de Caminha.

Para Márcia Mendes, “a iniciativa tem mostrado uma adesão total da população mais jovem, assim como também tem sido recebida com muito entusiasmo, na qual se tem explorado todas as actividades”.

No interior da viatura apresentam-se espaços coloridos, repletos de espaços de actividades de exploração sensorial e multimédia que aliam a aprendizagem dos mais correctos comportamentos ambientais com o constante recurso ao mundo imaginário. Um dia coberto de preceitos, no qual os alunos tiveram a oportunidade de assistir à teatralização com fantoches, em que se realizaram actividades gráficas e jogos multimédia, actividades estas que integram concepções de hábitos de cidadania e de pró – actividade, princípios de uma participação positiva na construção cívica do país.

Com esta actividade, os mais jovens compreenderam a necessidade de combater a indiferença no que se refere aos comportamentos mais impróprios relativamente ao meio – ambiente.

No final da sessão, os alunos mostraram-se “muito satisfeitos com esta viagem, uma vez que foi bastante divertida e proveitosa”.

A Lixoteca Itinerante terminou a sua viagem no dia 26 no Terreiro, em Caminha.

GAVETA DAS HISTÓRIAS

Eb1 de Moledo


"Partilhar uma história...abrir janelas encantadas".




O CROCODILO GULOSO




Era uma vez um crocodilo que era muito simpático. Um dia ele teve uma festa de anos e comeu muitas guloseimas . No dia seguinte ao levantar-se da cama disse:


_ "Esqueci-me de lavar os dentes!"


Passado algum tempo, os dentes começaram a doer-lhe. Então quando algum animal ia beber água ao seu lago, ele ficava com vontade de comê-lo.


Os seus amigos começaram a achar estranho o comportamento dele e foram avisar o rei da selva, o Leão. Este foi falar com ele e o crocodilo explicou tudo o que se passava.


Seguidamente, foram chamar a girafa que disse:


_ "Abre bem a boca, crocodilo. Parece que tens um dente estragado!


Vamos ter que arrancá-lo".


_ "Não" - disse o crocodilo - assim vou ficar com menos um dente!"


O seu amigo hipopótamo disse:


_ "Não faz mal. Pelo sim pelo não, tens de arrancar esse dente ou irás continuar com dores".


Finalmente, tiraram-lhe o dente e ficou tudo resolvido.



















sexta-feira, 26 de outubro de 2007

JI de Caminha recebeu a bandeira da Ecoescola 06/07




O Jardim de Infância de Caminha recebeu, mais uma vez, a bandeira ecoescolas referente ao trabalho desenvolvido no ano lectivo 2006/2007.
Este galardão é o reconhecimento do trabalho realizado neste estabelecimento de ensino em prol do ambiente.
A sensibilização para esta problemática é já uma aposta pedagógica que começa a dar os seus resultados.
Agora é importante apostar na colaboração das familias para a promoção de uma verdadeira educação ambiental.

Visita semanal à Biblioteca







O desenvolvimento de competências nos domínios da leitura e da escrita, bem como a criação de hábitos de leitura nas crianças, são alguns dos objectivos a trabalhar com as crianças durante este ano lectivo. Esta iniciativa insere-se no Plano Nacional de Leitura e visa essencialmente dar resposta aos níveis de iliteracia da população em geral e dos jovens em particular.

É neste âmbito que se encontra enquadrada a nossa visita semanal à Biblioteca Municipal (todas as Quintas – Feiras, da parte da tarde) e o desenvolvimento do projecto “Um livro, um amigo”, durante todo o ano lectivo. As crianças terão a possibilidade de explorar os mais diversos livros, dos quais poderão requisitar um para levar para casa e em conjunto com os pais continuar a sua análise (leitura, observar as gravuras, aprender a respeitar/conservar os livros).

A colaboração dos pais é fundamental uma vez que a sua atitude poderá vir a influenciar os hábitos de leituras nas crianças.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Programa Nacional de Leitura | Leitura dramatizada para Jovens


Leitura dramatizada
27 de Novembro » Terça-feira
Produção Artistas Unidos
Público-Alvo Jovens (Manhã: Ancorensis; Tarde: EB2,3/S Caminha)
Actividade realizada no âmbito do programa Nacional de Promoção da Leitura
O Programa Nacional de Promoção da Leitura, que se desenvolve desde 1997, tem por objectivo criar e consolidar os hábitos de leitura dos portugueses, com especial atenção para o público infanto-juvenil, através de projectos e acções de difusão do livro e promoção da leitura, que cobrem todo o território nacional.
Neste âmbito, a DGLB desenvolve um conjunto de acções de promoção da leitura, em parceria com as Bibliotecas Municipais ou com a Direcção-Geral dos Serviços Prisionais (promoção da leitura em estabelecimentos prisionais); produz materiais, como exposições, brochuras, cartazes comemorativos dos Dias Mundiais, a revista Na Crista da Onda, 2ª série, dedicada aos escritores portugueses, etc.; apoia instituições que desenvolvem actividades de promoção da leitura (ex. A Hora do Conto, em hospitais pediátricos, em parceria com a Fundação do Gil); tem um serviço de apoio à leitura on-line (http://sal.iplb.pt/).
Em 2007, o programa de acções de promoção da leitura estará directamente ligado ao Plano Nacional de Leitura.
“BICHOS”

Publicado em 1940, Bichos é o primeiro livro de contos de Miguel Torga, um dos mais originais da literatura portuguesa no género, de tal modo que se afirmou como o maior êxito literário do autor e como um dos clássicos da nossa literatura.

Esta obra é um testemunho singular da união natural entre homens e bichos – animais com um sentir humano que se igualam ao homem na mesma luta pela sobrevivência, e seres humanos que se transfiguram em animais. Ao mesmo tempo, é um retrato fiel do rude viver transmontano e da fusão entre homem e terra.
O cão Nero, o galo Tenório, o Morgado, o Ladino, o Ramiro e a Madalena reportam-nos a uma vida em total comunhão com a natureza, com todas as alegrias e agruras que isso implica.


“NOVOS CONTOS DA MONTANHA”

Publicado pela primeira vez em 1944, e trabalhado continuamente pelo autor, que o reviu, aumentou e refundiu, Novos Contos da Montanha retrata a dureza do quotidiano do mundo rural português numa linguagem simples mas cuidada.

Estamos perante um conjunto de histórias centradas em personagens duras e terrosas como a paisagem transmontana que lhes serve de cenário; narrativas profundamente humanas e dramáticas que ilustram a luta do homem contra as leis que o aprisionam – divinas e terrestres.

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Uma visita diferente - EB1 de Venade

Ontem, 24 de Outubro, durante a tarde, uma vizinha da nossa escola trouxe-nos uma amiga diferente pois não sabia o que fazer com ela. Tratava-se de uma coruja das torres que, desorientada, lhe aparecera dentro de casa. A coruja das torres mede cerca de 32 a 36 cm de comprimento. É caracterizada por ter a face achatada e em forma de coração. Toda a parte superior do corpo é em tons de castanho-claro com manchas de cinzento. A cauda é da mesma cor, e é quadrada e curta. O bico é cinzento e enganchado. Esta ave tem por hábito balançar-se para os lados e soprar ruidosamente, de forma a defender-se dos seus predadores. No primeiro momento, pensámos que estivesse doente ou magoada. Nada disso! Hoje, de manhã, estava muito bem de saúde e desejosa de voar em liberdade. Com a colaboração da Câmara Municipal, a corujinha foi levada para o Parque Biológico de Gaia, onde cuidarão muito bem dela. Pode ser que ainda nos voltemos a ver! Demos-lhe um nome: Quicoa! Se a virdes, chamai-a pelo nome que lhe demos! Se ela se rir, era a nossa amiga. À Câmara Municipal de Caminha, parabéns pela sensibilidade ambiental. A Quicoa também agradece.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Vamos Proteger o Ambiente


Os alunos da EB1de Moledo São Poetas


EB1 de Moledo Visitou a Lixoteca


Relembrar - Dia Mundial da Criança 2007

Como é bom podermos relembrar as coisas boas que fizemos. Nos próximos dias, vamos inserir alguns vídeos e/ou fotos inéditas das actividades que fizemos nos anos anteriores.

Para começar, um vídeo do Dia Mundial da Criança de 2007, realizado nos dias 31 de Maio e 1 de Junho, no Teatro Sá de Miranda, com a peça "Salta para o Saco".

Quase de certeza que muitos de vocês tiveram presentes nesta actividade mas ainda não tinham visto estas fotos.

Divirtam-se!


video

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Assim nasceu Moledo


ECO-MOSQUETEIROS ANCORENSES


Nos passados dias 16 e 17 de Outubro, os alunos de todas as turmas do 1º ciclo da EB 1, 2 de Vila Praia de Âncora “brincaram” à política da limpeza das nossas ruas e da reutilização dos nossos lixos – a política dos 5 R’s, no autocarro da LIXOTECA da Suma, visitando a Terra dos Lixos – a Lixolândia.




A viagem foi divertida e sempre proveitosa! Também achamos que deviam existir viagens destas para muitos adultos que por aí andam. A nossa guia, a Dr.ª Márcia, como sempre muito simpática, foi incansável e tolerante connosco. Como bons eco-mosqueteiros recebemos mais uma missão e até uma placa para dizer STOP À INDIFERENÇA, àquelas asneiras que vejamos fazer. Por isso não se admirem se um dia destes um de nós lhes mostrar o sinal, é sinal que está a fazer algo de errado e tem que melhorar o seu comportamento!


Não se esqueçam que os eco-mosqueteiros são “um por todos e todos pelo Ambiente”!!!


Dia Mundial da Alimentação



No dia 16 de Outubro comemorámos o Dia Mundial da Alimentação. Os encarregados de Educação colaboraram trazendo uma peça de fruta para as crianças confeccionarem uma salada de fruta. Assistimos a uma palestra sobre Alimentação Saudável promovida pela revista Amiguinho, à qual também assistiram alguns encarregados de educação. No final, as crianças saborearam a deliciosa salada de fruta por elas elaborada.



Esta actividade foi realizada pelos alunos da EB1/JI de Caminha promovendo desta forma o convivio entre diferentes faixas etárias.

Visita à Lixolândia


O Jardim de Infância de Caminha visitou no dia 15 de Outubro a Lixoteca.

Vimos um filme da cidade da Lixolândia. A menina Alegria ensinou-nos como devemos cuidar do ambiente.Agora temos um STOP para mostrar às pessoas que estragam o ambiente e que deitam o lixo para o chão.

sábado, 20 de outubro de 2007

Dia Mundial da Água

A Água
A água devemos cuidar,
Também a podemos poupar,
Para não gastar.
Se não, ela pode acabar.
Temos de saber preservar
Para nunca nos faltar.
As torneiras arranjar,
Para a água não gotejar.
A torneira devemos fechar
Para depois utilizar;
Quando banho vamos tomar,
Se a torneira está fechada, temos de o verificar
Quando há uma fuja, devemos informar
Para nos virem ajudar.
A máquina de lavar
Devemo-la fechar
Para a água não deitar.
Vamos lá começar
A água a poupar!
Yin Ying e André Veira- 4º ano - EB1 de Caminha

Dia Mundial da Água




Hoje, dia 1 de Outubro, comemora-se o Dia Mundial da Água.
Os alunos da Escola EB1 de Caminha foram fazer uma visita de estudo.
Visitámos uma antiga Fonte da Vila e as margens do rio Coura. Falámos sobre a sua importância para as pessoas e para a Natureza.
Na Fonte da Vila aprendemos como as pessoas lavavam a roupa antigamente. Também era nessa fonte que a população ia buscar água para beber e fazer a comida. A água era um bem precioso para a vila.
Hoje ficamos a saber que é preciso poupar água para que, no futuro, possamos viver no PLANETA TERRA.
Rui Nuno - 2º ano

Dia Mundial da Alimentação

O Dia de Alimentação foi também celebrado nas Actividades de TIC!
Os alunos, depois de verem o video da música "Come a Sopa, vá lá!" do Avô Cantigas e de termos conversado um pouco acerca da roda dos alimentos, realizaram desenhos no Paint de alimentos saudáveis e alimentos que devemos evitar comer excesso!
Aqui está o resultado:

Alunos do 4.º ano do Grupo G

EB 1, 2 de Vila Praia de Âncora

Agrupamento de Escolas do Vale do Âncora

(AEC)

Bom Fim de Semana para todos!

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Dia Mundial da Alimentação




Para comemorar este dia a nossa escola foi fazer uma visita de estudo ao Museu do Pão, a Outeiro.


Foi uma visita muito interessante. Divertimo-nos e aprendemos muito sobre a colheita do milho, o fabrico do pão e a força da água na Natureza, que com a sua corrente, faz rodar a mó do moinho.


No final da visita fomos surpreendidos com broa quentinha barrada com mel. Que delícia! Foi de comer e chorar por mais...


E.B.1 de Dem

domingo, 14 de outubro de 2007

Lixoteca Itinerante regressa a Caminha no dia 15 de Outubro

A Câmara Municipal de Caminha vai promover, à semelhança dos anos anteriores, mais uma intervenção no âmbito da Educação Ambiental, a “Lixoteca Itinerante”, que vai estar no concelho desde o dia 15 até ao dia 26 deste mês. O objectivo essencial da Lixoteca é sensibilizar e educar a população mais jovem com vista à preservação do meio ambiente. Esta unidade móvel de formação e sensibilização ambiental vai visitar os Estabelecimentos de Educação e Ensino do Pré-escolar e do 1.º ciclo do Ensino Básico do Município de Caminha.
“A Odisseia na Lixolândia” é a designação desta iniciativa, no qual a Lixolândia – Terra da Alegria é materializada no interior da viatura. Nela contém: o Coreto do Bom Ambiente, em que se assiste a uma peça de fantoches para reforçar a abordagem às temáticas como a Triagem, a Política dos 5 R’s, Recolha de Resíduos volumosos (Monstros), Acondicionamento e Deposição de pequenos lixos, entre outras; o Beco da Sabedoria, no qual é apresentado um jogo multimédia de sequências, com a aplicação de saberes e memória; e a Zona da Cidadania, em que dá continuidade às “cartas” à Presidente da Câmara Municipal, sob a forma de postais.
Actividades estas que associam o ensinamento dos comportamentos ambientais mais correctos com o constante recurso ao mundo imaginário. Cada sessão é formada por grupos de 30 pessoas, no máximo (incluindo Professores e Alunos), tendo de durabilidade cerca de 60 minutos.
O projecto foi desenvolvido pela Câmara Municipal de Caminha e concebido e consubstanciado pelo Grupo SUMA (Serviços Urbanos e Meio Ambiente, S.A.).
Assim, a “Lixoteca Itinerante” vai iniciar o seu percurso no dia 15 no Terreiro, em Caminha. Esta actividade vai estar em Moledo, Vila Praia de Âncora, Âncora, Vilarelho, Vilar de Mouros, Dem, Riba de Âncora, Venade e Lanhelas e termina no dia 26 em Caminha (Regime Livre).

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Alunos de Caminha no “1001 Músicos – Festa das Escolas” no Centro Cultural de Belém

A Câmara Municipal de Caminha apoiou a deslocação de um grupo de alunos do ensino artístico a Lisboa, onde participaram na iniciativa “1001 Músicos – Festa das Escolas”, realizada no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém (CCB). Os estudantes, que viajaram acompanhados de um professor da EB 2.3/S de Caminha, são provenientes de escolas de Caminha, Vila Praia de Âncora e Vila Nova de Cerveira.

Este projecto é uma iniciativa do Ministério da Educação, em colaboração com o CCB. Nele participaram mais de mil estudantes das escolas de ensino artístico especializado (Escolas Profissionais e Conservatórios). Durante todo o dia, os alunos de diversos pontos do país conviveram entre si e proporcionaram diferentes momentos musicais.

O espectáculo “1001Timbres” integrou diversas formações musicais: Coro da Academia de Música de Viana do Castelo, Direcção de Vítor Lima, professor de Educação Musical que já exerceu funções na EB 2.3/S de Caminha; Coro Juvenil da Academia de Música de Vilar de Paraíso, Direcção de Bruno Pereira; Coro e Grupo Instrumental do Conservatório de Música do Porto, Direcção de João Pedro Fernandes; Coro de Câmara do Instituto Gregoriano de Lisboa, Direcção de Ricardo Possante; Ensemble Peregrinação do Conservatório Nacional, Direcção de Teresita Marques.

Na actuação foram interpretados temas de grandes autores como Villa – Lobos, Eurico Carrapatoso, Benjamin Britten, G. Pergolesi, Orlando di Lasso, Zoltan Kodály, Fernando Lopes – Graça e Astor Piazolla.

No final do dia, o grupo de alunos de Caminha, Vila Praia de Âncora e Vila Nova de Cerveira, juntamente com o professor, visitaram o Monumento das Descobertas e a Torre de Belém.

Para Domingos Alves, o professor da EB 2.3/S de Caminha que acompanhou o grupo, a actividade foi de “extrema importância devido ao seu grande valor pedagógico”. Além disso, o docente sublinhou que esta deslocação só foi possível graças ao apoio da Câmara Municipal de Caminha, que cedeu o transporte e, como referimos, não apenas aos alunos do Concelho, como também aos de Vila Nova de Cerveira.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Novos horários para a LIXOTECA III - Odisseia na Lixolândia

Em virtude da necessidade de ajustar os horários das sessão aos JI´s e EB1's, fizemos pequenas alterações ao calendário inicialmente proposto. Assim, este é o novo calendário:

A LIXOTECA III - Odisseia na Lixolândia começa já na próxima 2ºf . Esperamos pelas notícias e fotos das EB1's e dos JI's sobre esta actividade.

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Acção de Formação: "Não se nasce leitor"

A Biblioteca Municipal de Caminha promove uma Acção de Formação no âmbito do livro e da leitura, intitulada "Não se nasce leitor", coordenada pelo Professor Rui Marques Veloso, com o objectivo de dar a conhecer a realidade dos níveis de literacia em Portugal, promover e animar a leitura. Esta acção decorrerá entre os dias 23 e 24 de Novembro, com a duração de 15 horas, dirigidas a toda a comunidade escolar (professores, educadores) e público em geral.

Horário: Dia 23 (Sex) 16h/19h 20h/23h; Dia 24 (Sábado) 09h/12h30 14h/17h30.
* aguardar creditação pelo conselho científico-pedagógico da formação contínua
As inscrições deverão ser realizadas até ao dia 09 de Novembro, na Biblioteca Municipal de Caminha (Acesso Gratuito - Limite de Participantes:30)


CONTEÚDOS


1.Níveis de literacia em Portugal e desenvolvimento sustentado.
2.A literatura, o livro e a educação estética.
3.Leitura e literatura para crianças e jovens na Escola – o professor como mediador.
4.Escola e biblioteca – pontes e compromissos.
5.Autores e ilustradores de Portugal e do mundo.
6.O Plano Nacional de Leitura.
7.Selecção, crítica e divulgação de livros infantis e juvenis.

METODOLOGIA

A acção de formação tem um carácter teórico-prático, sendo as catorze horas previstas ocupadas com a exposição do formador, em permanente reflexão com os formandos na capitalização dos seus saberes e experiência, e no contacto directo com numerosos títulos que lhes serão apresentados para conhecimento e análise.

DESENVOLVIMENTO DA ACÇÃO

1.Níveis de literacia em Portugal e desenvolvimento sustentado
1.1.os hábitos de leitura em Portugal;
1.2.televisão, vídeo, DVD, mp3, ipod e livros – a harmonia possível;
1.3. as responsabilidades da família e da escola;
1.4.do querer ler ao saber ler para chegar ao amar ler.
2.A literatura, o livro e a educação estética
2.1. o peso da vertente cognitiva;
2.2. o espaço da ficção;
2.3. imaginação e criatividade;
2.4. a competência linguística da criança;
2.5. a literatura face a uma pedagogia de afectos;
2.6. a educação do gosto e a diversidade de experiências estéticas.

3.Leitura e literatura para crianças e jovens na Escola – o professor como mediador
3.1. pré-leituras na creche e jardim de infância;
3.2. os textos, os pretextos e a leitura no 1º ciclo;
3.3. leitura literária e leitura extensiva;
3.4. a narrativa
3.4.1. o álbum
3.4.2. o conto tradicional,
3.4.3. o conto moderno,
3.4.4. o romance juvenil;
3.5. a poesia
3.5.1. as rimas infantis,
3.5.2. a poesia de autor,
3.5.3. o mito da criança poeta;
3.6. o texto dramático;
3.7. a ilustração dos livros infantis
3.7.1. a complementaridade texto verbal/texto icónico,
3.7.2. a linguagem plástica,
3.7.3. a leitura das imagens;

4. Escola e biblioteca – pontes e compromissos
4.1 um casamento fundamental;
4.2 a procura que os alunos fazem na biblioteca;
4.3 os adultos face ao trabalho escolar e às actividades da biblioteca;
4.4 articulação da biblioteca escolar com a biblioteca municipal.

5. Autores e ilustradores de Portugal e do Mundo
5.1 os clássicos universais;
5.2 autores portugueses
5.2.1 anteriores aos anos 70,
5.2.2 contemporâneos,
5.2.3 cânones – sim ou não,

6. O Plano Nacional de Leitura – ler mais
6.1 a leitura na escola e na família;
6.2 modelos de animação;
6.3 ler, ler, ler;
6.4 encontros com escritores, ilustradores e contadores;
6.5. o professor como mediador.

7. Selecção, crítica e divulgação de livros infantis e juvenis
7.1. o serviço de orientação da leitura (SOL) do IPLB;
.2. o trabalho desenvolvido pela APPLIJ;
7.3. recensões, artigos e ensaios no âmbito da literatura infantil;
7.4. sítios de consulta;
7.5. o que é a qualidade na literatura infantil;
7.6. a leitura como garante da liberdade.

BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA

AA. VV., António Torrado, Porto, Livraria Civilização, 1996.
AA. VV., Poesia, Porto, Livraria Civilização, 1996.
AA. VV., Matilde Rosa Araújo, Porto, Livraria Civilização, 1996.
AA. VV., Do Dragão ao Pai Natal, Porto, Campo das Letras, 1999.
AA.VV., No Branco do Sul as Cores dos Livros, Lisboa, Caminho, 2000.
ALBANELL, Pep et alii, Hablemos de leer, Madrid, Anaya, 2002
Actas do XIII Encontro de Literatura para Crianças – A Literatura para Crianças no século XXI, Lisboa, F. C. Gulbenkian, 1999.
Actas do XIV Encontro de Literatura para Crianças – A Arte e a Ciência na Literatura para Crianças, Lisboa, F. C. Gulbenkian, 2001.
Actas do XV Encontro de Literatura para Crianças – A Varinha e o Condão – O regresso do maravilhoso, Lisboa, F. C. Gulbenkian, 2002.
Actas do XVI Encontro de Literatura para Crianças – O Bloco de Nautas, Lisboa, F. C. Gulbenkian, 2005.
Actas do 2º Encontro Nacional de Investigadores em Leitura, Literatura Infantil e Ilustração, Braga, Universidade do Minho – Centro de Estudos da Criança, 2001.
Actas do 3º Encontro Nacional de Investigadores em Leitura, Literatura Infantil e Ilustração, Braga, Universidade do Minho – Centro de Estudos da Criança, 2002.
Actas do 4º Encontro Nacional em Leitura, Literatura Infantil e Ilustração – Investigação e Prática Docente, Braga, Universidade do Minho – Centro de Estudos da Criança, 2003.
ARIZALETA, Luís, La lectura, afición o hábito?, Madrid, Anaya, 2003.
AZEVEDO, Fernando (coord.), Língua Materna e Literatura Infantil, Lisboa, Lidel, 2006
------------, Literatura Infantil e Leitores – da Teoria às Práticas, Braga, Universidade do Minho, 2006.
------------------- (coord.), Formar Leitores – das Teorias às Práticas, Lisboa, Lidel, 2007.
BAMBERGER, Richard, Como Incentivar o Hábito da Leitura, São Paulo, Cultrix, 1977.
BARRETO, António Garcia, Dicionário de Literatura Infantil Portuguesa, Porto, Campo das Letras, 2002.
BASTOS, Glória, Literatura Infantil e Juvenil, Lisboa, Universidade Aberta, 1999.
-------------, O Teatro para Crianças em Portugal, Lisboa, Caminho, 2006
BAUDELOT, Christian et alii, Et pourtant ils lisent..., Paris, Seuil, 1999.
BENAVENTE, Ana (coord.), A Literacia em Portugal, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.
BETTELHEIM, Bruno, Psicanálise dos Contos de Fadas, Lisboa, Bertrand, 1984.
BLOCKEEL, Francesca, Literatura Juvenil Portuguesa Contemporânea: Identidade e Alteridade, Lisboa, Caminho, 2001.
BRAVO-VILLASANTE, Carmen, História da Literatura Infantil Universal (2 vols.), Lisboa, Vega, 1977.
BRYANT, Sara, El arte de contar cuentos, Barcelona, Biblaria, 1995.
CALADO, Isabel, A Utilização Educativa das Imagens, Porto, Porto Editora, 1994.
CALIXTO, José António, A Biblioteca Escolar e a Sociedade da Informação, Lisboa, Caminho, 1996
CERRILLO, Pedro e GARCIA PADRINO, Jaime (coord..), Literatura Infantil y enseñanza de la literatura, Cuenca, Ed. de la Universidad de Castilla-La Mancha, 1992.
----------------, Literatura Infantil y su didáctica, Cuenca, , Ed. de la Universidad de Castilla-La Mancha, 1999.
----------------, La Literatura Infantil en el Siglo XXI, Cuenca, Ed. de la Universidad de Castilla-La Mancha, 2001.
CERVERA, Juan, Literatura Y Lengua en la Educacion Infantil, Bilbao, Ed. Mensajero, 1993.
-----------------, Teoria de la Literatura Infantil, Bilbao, Ed. Mensagero, 1992.
COELHO, Nelly Novaes, Panorama Histórico da Literatura Infantil/Juvenil , São Paulo, Editora Ática, 1991.
-----------------, Literatura Infantil, São Paulo, Moderna, 2000.
COLOMER, Teresa, La formacion del lector literário. Narrativa infantil y juvenil actual, Madrid, Fondación German Sánchez Ruipérez, 1998
----------------- (coord), Siete llaves para valorar las historias infantiles, Madrid, Fondación German Sánchez Ruipérez, 1998
COSTA, Maria da Conceição, No Reino das Fadas, Lisboa, Fim de Século, 1997.
COSTA, Maria José, Um Continente Poético Esquecido - As Rimas Infantis, Porto, Porto Editora, 1992.
CUNHA, Maria Antonieta Antunes, Literatura Infantil: Teoria e Prática, São Paulo, Ática, 1985
Diniz, Maria Augusta Seabra, As Fadas não Foram à Escola, Porto, ASA, 1994.
DIOGO, Américo António Lindeza, Literatura Infantil - História, Teoria, Interpretações, Porto, Porto Editora, 1994.
DIONÍSIO, Maria de Lourdes, A Construção Escolar de Comunidades de Leitores. Leituras do Manual de Português, Coimbra, Almedina, 2000
DOMECH, Carmen et alii, Animación de la lectura – Cuántos cuentos cuentas tú?, Madrid, Ed. Popular, 1996.
DUBORGEL, Bruno, Imaginário e Pedagogia, Lisboa, Instituto Piaget, 1997.
ESCARPIT, Denise, La littérature d’enfance et de jeunesse – État des lieux, Paris, Hachette, 1988
FLORÊNCIO, Violante, A Literatura para Crianças e Jovens em Irene Lisboa, Porto, ASA, 1994.
FRANCO, José António, A Poesia como Estratégia, Porto, Campo das Letras, 1999.
FURTADO, José Afonso, Os Livros e as Leituras – Novas Ecologias da Informação, Lisboa, Livros e Leituras, 2000.
GFEN, O Poder de Ler, Porto, Civilização, 1978.
GFEN, O Poder da Poesia, Coimbra, Livraria Almedina, 1980.
GÓES, Lúcia Pimentel, Introdução à Literatura Infantil e Juvenil, São Paulo, Pioneira, 1991.
--------------, Olhar de Descoberta, São Paulo, Mercuryo, 1996.
--------------, Em busca da Matriz, São Paulo, Cliper Editora, 1998.
GOMES, José António, Da Nascente à Voz, Lisboa, Caminho, 1996.
----------, Literatura para Crianças e Jovens, Lisboa, Caminho, 1991.
-----------, Livro de Pequenas Viagens, Porto, Contemporânea, 1997.
-----------, Para uma História da Literatura Portuguesa para a Infância e Juventude, Lisboa, Instituto Português do Livro e das Bibliotecas, 1998
-----------, A Poesia na Literatura para a Infância, Porto, ASA, 1993
GOMEZ DEL MANZANO, Mercedes, A Criança e a Leitura, Porto, Porto Editora, 1988.
GUEDES, Teresa, Poetas Difíceis? – Um mito, Lisboa, Caminho, 2002
GUERREIRO, Manuel Viegas, Para a História da Literatura Popular Portuguesa, Lisboa, ICALP, 1983.
HELD, Jacqueline, L'Imaginaire au Pouvoir, Paris, Les Editions Ouvrières, 1975.
JAMET, Éric, Lecture et réussite scolaire, Paris, Dunot, 1997.
JAN, Isabelle, La Littérature Enfantine, Paris, Les Editions Ouvrières, 1985.
JEAN, Georges, Le pouvoir des Contes, Paris, Casterman, 1981.
------------------, Pour une pédagogie de l'imaginaire, Paris, Casterman, 1991.
------------------, Les voies de l'imaginaire enfantin, Paris, Ed. du Sacarabée, 1979.
-------------------, La poésie, les enfants, l'école, Toulouse, Sedrap, 1994.
-------------------, Na Escola da Poesia, Lisboa, Institiuto Piaget, 1996.
-------------------, A Leitura em voz alta, Lisboa, Instituto Piaget, 2000
JESUALDO, A Literatura Infantil, São Paulo, Cultrix, 1992.
LÉON, Renée, La Littérature de Jeunesse à l' École, Paris, Hachette, 1994
LETRIA, José Jorge, Do Sentimento Mágico da Vida, Lisboa, Editorial Escritor, 1994.
---------------, Fazer Leitores e Escritores, Alpiarça, Garrido Editores, 2001.
LOPES, João Teixeira e ANTUNES, Lina, Bibliotecas e Hábitos de Leitura: Balanço de Quatro Pesquisas, Lisboa, IPLB, 1999.
MACHADO, Ana Maria, Lectura, escuela y cración literária, Madrid, Anaya, 2002
MARTINS, Marta, Ler Sophia, Porto, Porto Editora, 1995.
MATOS, Maria Luísa S. de, Os Itinerários do Maravilhoso, Porto, Porto Editora, 1993.
MENÉRES, Maria Alberta, O que é a imaginação, Lisboa, Difusão Cultural, 1993.
MEIRELES, Cecília, Problemas de Literatura Infantil, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1984.
MEIRELES, Maria Teresa, A partilha da palavra nos contos tradicionais, Lisboa, Apenas Livros, 2005.
MESQUITA, Armindo (coord.), Pedagogias do Imaginário – Olhares sobre a Literatura Infantil, Porto, ASA, 2002.
MORENO, Lectores competentes, Madrid, Anaya, 2004.
MUÑOZ, Angel S. E NÚÑEZ, Eloy M.(coord..), Identidad Cultural del Niño, Tradiciones Y Literatura Infantil, Badajoz, Disputación Provincial, 2000.
PARSONS, Michael J. , Compreender a Arte, Lisboa, Presença, 1992
PATTE, Geneviève, Laissez-les lire!, Paris, Les Editions Ouvrières, 1987.
PELEGRÍN,Ana, La aventura de oír, Madrid, Anaya, 2004.
PENNAC, Daniel, Como um Romance, Porto, ASA, 1993.
PERROTTI, Edmir, O Texto Sedutor na Literatura Infantil, São Paulo, Ícone, 1986.
--------------, Confinamento Cultural, Infância e Leitura, São Paulo, Summus, 1990.
PESSOA, Ana Maria, A Biblioteca Escolar, Porto, Campo das Letras, 1994.
PIRES, Maria Laura Bettencourt, História da Literatura Infantil Portuguesa, Lisboa, Vega, s.d.
PIRES, Maria da Natividade Carvalho, Pontes e Fronteiras – da literatura tradicional à literatura contemporânea, Lisboa, Caminho, 2005
POSLANIEC, Christian, Incentivar o Prazer de Ler, Porto, ASA, 2006
RAMOS, Ana Margarida, Percursos de Leitura na Obra de Sophia, Porto, ASA, 2003.
---------------, Livros de Palmo e Meio, Lisboa, Caminho, 2007
ROCHA, Natércia, Breve História da Literatura para Crianças em Portugal, Lisboa, Caminho, 2001.
-----------, Bibliografia Geral da Literatura Portuguesa para Crianças, Lisboa, Comunicação, 1985.
RODARI, Gianni, Gramática da Fantasia, Lisboa, Caminho, 1993.
SÁ, Domingos Guimarães, À Demanda do Leitor, Braga, e.a., 1994.
SHAVIT, Zohar, Poética da Literatura para Crianças, Lisboa, Caminho, 2003.
SILVA, Sara Reis da, Dez Reis de Gente… e de Livros – Notas sobre Literatura Infantil, Lisboa, Caminho, 2005
SILVA, Vítor Manuel de Aguiar e, Teoria da Literatura, Coimbra, Almedina, 1982.
-----------, "Nótula sobre o conceito de Literatura Infantil" in Domingos Guimarães de Sá, A Literatura Infantil em Portugal, Braga,Editorial Franciscana,1981.
SIM-SIM, Inês et alii, A Língua Materna na Educação Básica, Lisboa, Ministério da Educação, 1997.
-------------, A Formação para o Ensino da Língua Portuguesa na Educação Pré-escolar e no 1º Ciclo do Ensino Básico, Porto, Porto Editora, 2001.
SOARES, Luísa Ducla (coord.), De que são feitos os sonhos, Porto, Areal, 1985.
SOARES, Maria Almira, Como motivar para a leitura, Lisboa, Presença, 2003
SOBRINO, Javier García (coord.), A Criança e o Livro – A Aventura de Ler, Porto Editora, 2000
SORIANO, Marc, Les Contes de Perrault, Paris, Gallimard, 1977.
--------------, Guide de littérature pour la jeunesse, Paris, Flammarion, 1975.
TODOROV, Tzvetan, Introdução à Literatura Fantástica, Lisboa, Moraes, 1977.
TORRADO, António, Da Escola sem Sentido à Escola dos Sentidos, Lisboa, Caminho, 2002
TRAÇA, Maria Emília, O Fio da Memória - Do Conto Popular ao Conto para Crianças, Porto, Porto Editora, 1992.
VELOSO, Rui Marques, A Obra de Aquilino Ribeiro para Crianças - Imaginário e Escrita, Porto, Porto Editora, 1994.
VIANA, Fernanda Leopoldina, Melhor Falar para Melhor Ler, Braga, Universidade do Minho, 2001
VIANA, Fernanda Leopoldina et alii (coord), Leitura, Literatura Infantil e Ilustraçã-5, Coimbra, Almedina, 2005.

REVISTAS
Autrement, nº 97, Paris, 1988
Cahiers Pédagogiques, nºs 341 (Fév. 96) e 349 (Déc. 96).
CRILIJ, todos os números
Discursos, nº 8, Lisboa, Universidade Aberta, 1994.
Malasartes (Cadernos de Literatura para a Infância e Juventude), todos os números, Porto, Campo das Letras, 2000 – 2005.
Palavras, nº 13 (Julho 98).
Pé de Página (Revista de Literatura para a Infância), nº 1
Revista Internacional de Língua Portuguesa, nº 17, Lisboa, Associação das Universidades de Língua Portuguesa, 1997.

SÍTIOS WEB *
http://alcameh.blogspot.com/
http://caracol.imaginario.com/index.html
http://escreverparaoboneco.blogspot.com/
http://guida.querido.net/autor.htm
http://historiasdocontador.blogspot.com/
http://mariarosacolaco.blogspot.com/
http://pwp.netcabo.pt/0446031601
http://revistacrescer.globo.com/Crescer/0,19125,EFC820337-2216,00.html
http://sal.iplb.pt/
http://tempoesia.sites.uol.com.br/conto_infantil/menu/menu.htm
http://tiolunetas.blogspot.com/
http://web.ipn.pt/literatura/infantil/autores.htm
http://www.app.pt/omb/
http://www.boasleituras.com/
http://www.cervantesvirtual.com/
http://www.cuatrogatos.org/
http://www.eseb.ipbeja.pt/sameiro/
http://www.eseb.ipbeja.pt/sameiro/linfblogs.html
http://www.fundaciongsr.es/
http://www.hca2005.com/
http://www.historiadodia.pt/
http://www.ibby.org/
http://www.icdlbooks.org/
http://www.imaginaria.com.ar/
http://www.ipn.pt/opsis/litera/infantil/autores.htm
http://
http://www.letrinha.net/
* Listagem cedida pela Doutora Ana Margarida Ramos, U.A.

Esclarecimento

Tendo sido informados que a barra superior do blogue (ca)minha escola, poderia dar acesso à sites com conteúdos impróprios através da busca aleatória, procedemos à remoção da referida barra no blogue.
Porém, esta remoção, acarreta uma maior dificuldade dos autores do blogue efectuarem login para poder publicar ou editar as suas notícias. Neste sentido, inseriu-se na parte superior do menu do lado esquerdo, um botão (imagem abaixo) onde os professores e educadores deverão clicar e que dará acesso à página para inserir o nome do utilizador e a senha de acesso.

Importa esclarecer que a barra que foi retirada é inserida por defeito em todos os blogues promovidos pelo “Blogger”, propriedade da empresa GOOGLE, não tendo sido, portanto, uma opção dos criadores do blogue (ca)minha escola. De salientar ainda que os referidos conteúdos impróprios nada têm a ver com o blogue (ca)minha escola, mas sim, com outros blogues, de outros autores e que só poderiam ser acedidos se houvesse interesse dos cibernautas em os abrir, através da utilização da ferramenta "NextBlog" e não, como poderia ficar a dúvida, de serem acedidos acidentalmente.

Marcos Fernandes

segunda-feira, 8 de outubro de 2007

"Eu perdi o Dó da minha viola..."

No Dia Mundial da Música, pedi aos alunos que realizassem desenhos no programa Paint alusivos à música "Eu perdi o Dó da minha viola..." que previamente ouviram. Isto com o objectivo de fazer um vídeo para animar/ilustrar esta música.

Aqui está o resultado final:

Actividades de Enriquecimento Curricular - TIC

Agrupamento de Escolas do Vale do Âncora

sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Hoje é Dia do Professor...

Olá a todos! Chamo-me Andreia Videira, sou professora de TIC, no âmbito das AEC, no Agrupamento de Escolas do Vale do Âncora, passei por aqui para desejar um...



... FELIZ DIA DO PROFESSOR a todos!





Aproveito para dizer que também tenho um blog, onde vou mostrando o que ando fazer nas actividades de TIC, bem como alguns trabalho que os alunos vão realizando. O nome do blog é As TIC no 1.º CEB , quando puderam vão lá dar um saltinho, deixando um comentário com opiniões e sugestões...
Cumprimentos a todos...

terça-feira, 2 de outubro de 2007

LIXOTECA III - Odisseia na Lixolândia


A forma entusiasta com que os Estabelecimentos de Educação e Ensino do 1º Ciclo têm acolhido as campanhas de sensibilização desenvolvidas pela Câmara Municipal de Caminha e pela SUMA nos últimos 4 ciclos de trabalho e a necessidade de reforçar as estratégias de mobilização para a Cidadania Activa, são os motivos que nos levam a propor uma nova intervenção no âmbito da Educação Ambiental: a “Lixoteca Itinerante”.
A Lixoteca Itinerante é um projecto sustentado na utilização de uma viatura de transporte colectivo que foi convertida em unidade móvel de sensibilização e transporta saberes e aprendizagens sobre o que cada um de nós pode fazer para melhorar o Ambiente. Na essência, corresponde a um veículo multimédia que, através de uma forte componente lúdica e interactiva, permite fazer “viagens maravilhosas ao mundo dos lixos”.
Em termos operacionais, esta viatura de sensibilização, representa uma evolução de continuidade relativamente às acções de sensibilização que têm decorrido em contexto escolar, utilizando uma abordagem animista para captar atenções e provocar o envolvimento dos destinatários (Alunos e Professores) face às práticas quotidianas do bom cidadão ecológico e, subsequentemente, vincular os alvos num processo de adesão aos comportamentos cívicos e pró-ambientais.
A abordagem a temáticas como a Triagem na origem, a Política dos 5 R’s, a Recolha de Resíduos volumosos (Monstros) e o Acondicionamento e Deposição de pequenos lixos, entre outras, é feita através de jogos de escolha múltipla e de construção, peças de teatro e outras situações de exploração.
O modelo de acção exige de cada um de nós (promotores e destinatários) a mais elevada responsabilidade no cumprimento dos horários e das regras de funcionamento, pelo que chamo a Vossa especial atenção para a necessidade de cada Escola antecipar a respectiva organização dos Grupos.
Para que seja possível optimizar este recurso, importa que as acções de planeamento e organização tenham em conta o seguinte:
Cada sessão é destinada a grupos constituídos por 30 sujeitos no máximo (incluindo Professores e Alunos – limite da capacidade logística da viatura);
A duração de cada sessão é de cerca de 60 minutos;
As acções de preparação devem incluir a definição da constituição dos grupos, tendo em conta o maior rigor no cumprimento dos horários apresentados, para que sejam evitados os subsequentes prejuízos da actividade sobre as crianças que pertencem aos últimos agrupamentos abrangidos;
As turmas com poucos alunos serão complementadas com a presença de crianças de outras salas, para que seja possível rentabilizar tempos e viabilizar a visita à Lixoteca por parte de todos os alunos do Município de Caminha.


Câmara Municipal de Caminha

Dia Nacional da Água


A nossa escola caminhou pelas ruas verdejantes da freguesia de Dem, onde encontrou alguns fontanários.

Molhamos as mãos, saboreamos e lavamos o rosto com a água límpida e fresquinha da nossa encantadora freguesia.

Aproveitamos a caminhada para observar a Natureza na sua mudança de estação.
E.B.1 de DEM

AEC - Inglês

É muito importante motivar os alunos, sobretudo quando as aulas são ao fim do dia.
Por vezes, parece que imaginação acabou, e é aí que entra em campo a nossa melhor ferramenta de trabalho: a Internet. Aqui encontra-se de tudo!
Achei que seria interessante partilhar algumas ideias e as minhas longas pesquisas na internet, por isso, decidi criar um blogue. Ainda é pequeno, mas espero que me ajudem a fazê-lo crescer.
Espero pela vossa visita em: apaula2.blogspot.com