quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

JANEIRAS


Mantendo a tradição de cantar as janeiras, a EB1/J.Infância de Riba de Âncora sairam à rua cantando e encantando todos por quem passavam. Foram a alegria dos idosos do Centro de Dia e da restante comunidade, demonstrando grande entusiasmo nesta actividade.

Corta-Mato Escolar na Ancorensis










No passado dia 21 de Janeiro realizou-se, mais uma edição do Corta-mato Escolar, na Ancorensis.
Contando com a participação de cerca de 260 alunos, esta prova decorreu dentro da normalidade, superando os objectivos, segundo a Prof Ana Oliveira “as expectativas para o Corta-Mato Distrital são bastantes altas, pois há alunos com uma performance espectacular e, tanto a nível individual como a nível de equipa, espera-se que os alunos da Ancorensis se classifiquem entre os quatro ou cinco primeiros lugares.”
Os alunos participantes estavam inseridos em quatro escalões, desde Infantil B até Júnior. Os vencedores desta edição foram: Infantil B feminino: Cláudia Almeida e masculino: João Pinto; Iniciados feminino: Marisa Viana e masculino: José Amorim; Juvenis feminino: Fernanda Ribeiro e masculino: Diogo Lourenço; Juniores feminino: Lúcia Ribeiro e masculino: Miguel Domingues.
A acompanhar a corrida estiveram os bombeiros de Vila Praia de Âncora e agentes da GNR da Escola Segura. Este último tinha como função assegurar que a estrada estivesse livre para que os alunos pudessem correr sem o perigo de encontrarem veículos ao longo do percurso. O bombeiro Daniel Araújo afirmou que “a escola estava de parabéns, pela preparação física dos alunos, já que praticamente não tiveram de intervir”.
Os seis primeiros classificados de cada escalão irão participar na segunda fase do Corta-Mato Distrital, a realizar em Ponte de Lima. Os Juvenis tentarão a classificação para a Fase Nacional deste evento.

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Hora do Conto

No dia 22 de Janeiro assistimos à "Hora do Conto" na Ludoteca/Biblioteca de Vila Praia de Âncora. O João Pinto apresentou a história "Já Sei Voar". Toda a decoração, adaptação da voz ao Ganso, música e movimento fez com que esta história chegasse até nós com muito encanto e magia de uma forma afectiva e interactiva. Adoramos o Ganso e o jogo dos patos. Ficamos ansiosos à espera de mais.
Enquadrada no tema "vamos ser escritores" criamos uma história para oferecer à educadora Rita. Uma vez por período a Rita conta-nos histórias e partilha actividades connosco, ligadas ao Plano Nacional de Leitura (PNL).

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Curso Profissional de Energias Renováveis visita os Estaleiros Navais de Viana do Castelo





No passado dia 19 de Janeiro os alunos do curso profissional de Energias Renováveis, variante de sistemas de bioenergia, ministrado pela Ancorensis Cooperativa de Ensino, tiveram a oportunidade de, em visita aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, observar, interagir e beneficiar de formação em contexto de trabalho. Foi no âmbito das disciplinas de Tecnologia e Processos e Práticas Oficinais que esta visita foi promovida, perspectivando-se a possibilidade de os alunos conhecerem os procedimentos, as técnicas e os materiais utilizados nesta empresa em função dos fins, aproximando-os das realidades existentes.
Para todas as questões foram encontradas respostas, relevando-se o profissionalismo com que os alunos foram recebidos, revelador da capacidade desta empresa também no campo da formação, quer própria, quer em colaboração.
Durante a visita os alunos tiveram a oportunidade de conhecer as diferentes etapas da construção naval, desde a concepção em projecto aos testes finais e entrega ao cliente. Para tal foram acompanhando as linhas de montagem, detendo-se pormenorizadamente na recepção dos materiais, no tratamento, na deformação e corte e na montagem sectorial.
Paralelamente foram ainda introduzidos alguns conceitos teóricos, quer ao nível da tecnologia dos materiais, quer ainda da organização estrutural e económica. Sobre este último ponto foi expressivo o detalhe da apresentação da empresa e da promoção da organização em “Cluster” das unidades industriais de Viana do Castelo.
Pela experiência vivida, pelo contributo formativo, pelo contacto promovido, a coordenação deste curso valoriza a disponibilidade dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

VISITA DE ESTUDO AOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE CAMINHA







No dia 16 de Janeiro a E.B.1 de Dem realizou uma visita de estudo aos Bombeiros Voluntários de Caminha. Descobrimos que esta associação humanitária foi fundada a 1 de Agosto de 1895, com a intenção de começar uma jornada entre o egoísmo e a insensibilidade, para amparar aqueles que poderiam necessitar de ajuda. Esta associação defende a vida e os bens das pessoas, tem por base o princípio da solidariedade e a vontade de ser útil ao próximo, dando a sua vida, sem de importar com ela própria e tem por lema VIDA POR VIDA. O quartel dos Bombeiros está equipado com três veículos pronto-socorro de extinção de incêndios (andam no monte), três ambulâncias de socorro, duas de transporte de doentes, três de transporte múltiplo (cadeiras de roda e sentados), uma central de comunicações…
Quando visitamos a central a bombeira explicou-nos que existem dois números que podemos usar para pedir ajuda, ou seja:
117 (protecção civil que deve ser usado em caso de acidentes entre viaturas, incêndios, inundações…);
112 (número de emergência está localizado na polícia e é esta que comunica com o INEM ou eles próprios tomam conta do caso, deve ser usado em caso de acidentes, doença, roubos…).
Questionámos os bombeiros sobre os incêndios florestais, eles explicaram-nos que estes são a causa das principais catástrofes em Portugal e que constituem uma fonte de perigo para as pessoas e bens, além de provocarem danos ambientais. Disseram-nos também que as causas de incêndios são muito variadas, mas muitos dão-se por descuido humano. Deram-nos também algumas recomendações que passamos a citar:
- Deve-se limpar o mato à volta das casa e não só;
- Separar as culturas com barreiras corta-fogo;
- Não deitar pela janela do automóvel cinzas ou pontas de cigarro;
- Não acender fogueiras;
- Não abandonar na floresta nenhum lixo, incluído garrafas de vidro;
- Não se deve fazer queimadas nas proximidades das florestas.
Deixaram-nos também alguns pedidos, isto é:
AVISEM AS AUTORIDADES
- Se vires lixo ou mato denso acumulado próximo de habitações,
- Se notares a presença de pessoas com comportamento de risco.
LIGUEM PARA O 112 OU PARA OS BOMBEIROS DA ÁREA
- Se avistares o início de um incêndio florestal.

Obrigado Bombeiros Voluntários por toda a vossa dedicação ao ser humano e ao mundo em que ele habita, nunca deixem de ser como são.

Trabalho elaborado por: Gonçalo (2ºano), Vítor (3ºano) e Lígia (4ºano)
E.B.1 de Dem

E.B.1 de Dem e o cantar dos Reis







A E.B.1 de Dem, entre o dia 5 e o dia 9 de Janeiro, cantou os reis na freguesia de Dem, no lugar de Pedrulhos e na Arga de São João, para nos deslocarmos a este local contámos com a colaboração da Junta de freguesia de Dem e do grupo de Dança e Cantares da Arga de São João que generosamente nos transportaram. As nossas crianças invadiram de alegria as ruas, caminhos e casas destes sítios. Os habitantes abriram-nos as portas das suas casas e convidaram-nos a entrar. Ofereceram-nos lanche, algum dinheiro e a sua amizade. O ponto alto desta nossa actividade foi a ida à Arga de São João que é habitada por uma população envelhecida. Não temos palavras para explicar o que aqueles idosos sentiram ao ver a alegria de tantas crianças. Aqui tivemos a sensação de que estávamos num mundo diferente do nosso, no rosto daquela gente sentimos uma ternura, amizade e felicidade difícil de explicar, das suas bocas simplesmente saía:
- Para o ano voltem cá para nos visitar.
Com o dinheiro angariado nesta actividade a nossa escola comprou um LCD e um DVD, visto já possuir um projector digital e uma tela que tinham sido comprados com o dinheiro conseguido em Dezembro na Feira de Produtos da Horta Biológica e não só.
Queremos agradecer a toda a comunidade que nos ajudou a melhorar as tecnológicas da nossa escolinha.

Trabalho elaborado por: Pedro (2ºano) e Mónica (4ºano)
E.B.1 de DEM

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Destino ao Museu de Serralves






No passado dia 13 de Janeiro, as turmas do oitavo ano da nossa escola, deslocaram-se até ao Porto mais concretamente ao Museu de Serralves.
Estava patente entre outras, uma exposição de um artista plástico Juan Muñoz, que alcançou notoriedade internacional em meados da década de 1980 com instalações escultóricas que colocam a figura em ambientes arquitectónicos. Juan Muñoz descreve-se a si próprio como uma contador de histórias, dispõe muitas vezes as suas figuras e os seus objectos em configurações cuidadosamente encenadas que sugerem cenários perturbadores e ambíguos. A forma como o observador se depara com a obra de arte assume para ele grande importância. Fascina-o a tensão entre o ilusório e o real, usando truques de escala e perspectiva para coreografar a experiência do observador.
Os alunos visitaram ainda o parque de Serralves podendo assim contemplar os jardins, numa referência singular do património da paisagem em Portugal, no espaço e no tempo, num contexto cultural: Portugal e os séculos XIX e XX.
Dois grupos de 15 alunos participaram ainda, em oficinas temáticas nomeadamente “Arquitectar” e “Livro do artista” que contribuíram para desenvolver nos alunos o interesse pela arquitectura e ainda diferentes formas de comunicar.
A visita deixou saudades e no próximo ano havemos de lá voltar…

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

EB1Venade visita o Gabinete de Atendimento à Família (Viana do Castelo)

Actividades Rítmicas Expressivas - AFD


A história da dança cênica representa uma mudança de significado dos propósitos artísticos através do tempo.
Com o
Ballet Clássico, as narrativas e ambientes ilusórios é que guiavam a cena. Com as transformações sociais da época moderna, começou-se a questionar certos virtuosismos presentes no ballet e começaram a aparecer diferentes movimentos de Dança Moderna. É importante notar que nesse momento, o contexto social inferia muito nas realizações artísticas, fazendo com que a Dança Moderna Americana acabasse por se tornar bem diferente da Dança Moderna Europeia, mesmo que tendo alguns elementos em comum.
A dança contemporânea surgiu como nova manifestação artística, sofrendo influências tanto de todos os movimentos passados, como das novas possibilidades tecnológicas (
vídeo, instalações). Foi essa também muito influenciada pelas novas condições sociais - individualismo crescente, urbanização, propagação e importâncias dos mídia, fazendo surgir novas propostas de arte, provocando também fusões com outras áreas artísticas como o teatro por exemplo.

Coreografia "Keep - Bleeding" (Festa de Natal da EB1 de Caminha)

Alunos do 4o ano - Actividade Física Desportiva

video

Dança e Educação


Verderi (2000) considera a educação como evolução e transformação do indivíduo, considerando a dança como um contínuo da Educação Física, expressão da corporeidade e considerando o movimento um meio para se visualizar a corporeidade dos nossos alunos, a dança na escola deve proporcionar oportunidades para que o aluno possa desenvolver todos os seus domínios do comportamento humano e, através de diversificações e complexidades, o professor possa contribuir para a formação de estruturas corporais mais complexas.
Por estes motivos, segundo Nanni (1995), deve-se trabalhar a dança na escola pois ela estabelece limites usando os movimentos, isso viabiliza a possibilidade de estruturação da personalidade e da socialização, pois leva o indivíduo saber o que ele é, sua relação com o objecto e a nível social e pessoal. A abordagem das actividades rítmicas expressivas dentro do contexto da educação física deve auxiliar no preparo físico para que os profissionais de artes possam actuar.

Professor João Silva

Actividade Física Desportiva

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Cantar as Janeiras





No dia 5 de Janeiro começamos a Cantar as Janeiras assinalando a comemoração do dia de Reis,chegada dos reis magos à cabana onde estava o menino Jesus.
Esta actividade visa essencialmente promover a preservação das nossas tradições; proporcionar o convívio entre diversos agentes educativos e parceiros sociais assim como incentivar a criatividade.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Visita aos Idosos





As crianças do JI de Riba de Âncora, desde o ano transacto, desenvolvem actividades com os idosos do centro de dia de Riba de Âncora, enquadradas no projecto "Troca de Saberes". Nesta época natalícia as crianças cantaram-lhes canções de Natal e como prova da nossa amizade e carinho ofereceram-lhes uma lembrança para se divertirem na noite de Natal.